Detalhes da Notícia

Sandra Ferreira de Morais 13 de janeiro de 2021

Participação do CME na reunião com o Comitê Municipal de enfrentamento ao novo Coronavírus

 

O CME participou da reunião com o Comitê Municipal de Enfrentamento ao novo Coronavírus na sexta-feira (8). O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro destacou que a reunião com os representantes teve como objetivos dialogar e decidir em conjunto a melhor forma para um retorno seguro das aulas presenciais nas redes pública e privada da Capital, se for possível.

O presidente do Conselho Municipal de Educação de Cuiabá – CME/Cuiabá, o Prof. Luiz Batista Jorge, destacou os trabalhos desenvolvidos durante a pandemia no que tange as questões pedagógicas, calendário escolar, currículos e também as readequações dos conteúdos programáticos referente a esse período de pandemia.

O presidente do CME lembrou ainda, da publicação da Resolução 02/2020/CME/CUIABÁ que trata das Medidas para mitigação de riscos causada pelo novo Coronavírus. A Resolução busca orientar as Unidades Educacionais vinculadas ao Sistema Municipal de Ensino de Cuiabá, adotando as providências necessárias e suficientes para assegurar o cumprimento dos dispositivos da Lei de Diretrizes e Base – LDB nº 9.394/1996.

Diante dessa ação, o CME cumpre mais uma vez seu papel que é de assegurar aos grupos representativos da Sociedade Civil e Poder Público Municipal, o diálogo e o direito de participar da definição e acompanhamento da execução das políticas públicas para a educação do município de Cuiabá, concorrendo para elevar a qualidade dos serviços educacionais.  

Participaram da reunião o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, os representantes das escolas particulares, o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado de Mato Grosso (Sinep-MT), Gelson Menegatti Filho, a secretária de Saúde do Município, Ozenira Félix, o secretário de Governo, Luis Cláudio, a secretária de Educação de Cuiabá, Edilene de Souza Machado, a secretária adjunta de Educação, Débora Marques Vilar e representantes da Vigilância Sanitária.  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *